"Aprimorar para Evoluir"

Fuel 4.0 - Aditivo Atomizador de Combustível

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Fuel 4.0, é um mais novo Aditivo Atomizador de Combustível da Puridiesel Axion Química, foi especialmente desenvolvido para estabilizar o combustível e solucionar os problemas de contaminação por umidade, ou seja, (condensação natural da água) e bactérias que se formam no interior dos tanques.

Esta contaminação é uma das principais causas de formações de bôrras no fundo do tanque, oxidação do combustível, saturação prematura de filtros, entupimento de bicos, corrosões do sistema de injeção, aumento de gases poluentes, perca de torque, potência e aumento no consumo de combustível.

Fuel 4.0, dispõe de um agente exclusivo com a função de detergência, para eliminar os depósitos de carbono, que são altamente prejudiciais para as partes importantes do motor, restaurando o desempenho e prolongando a sua vida útil.

"CADA 01ML DE FUEL 4.0 TRATA 1 LITRO DE COMBUSTÍVEL"

VANTAGENS E BENEFÍCIOS:

Atomiza a mistura e o fluxo de ar/combustível;

Dispersa a água já emulsionada no combustível e trata novas formações;

Melhora a combustão Reduzindo a emissão de particulados na atmosfera (Fumaça Preta).

Elimina e previne a formações de bactérias;

Restabelece e mantém a economia de combustível;

Previne a corrosão de todos os componentes do sistema de injeção;

Limpa e previne a formação de depósitos carbonosos nos injetores com sua ação detergente;

Previne o entupimento prematuro dos filtros, mantendo sua vida útil;

Reduz o consumo da solução catalítica (Arla 32) ;

"AGENTES QUE COMPÕE O FUEL 4.0 "

AMINAS

Agentes detergentes à base de nitrogênio, estável o suficiente para sobreviver às condições adversas de uma câmara de combustão. É o detergente mais potente e disponível para limpar depósitos de carbono em sistemas de combustível e um dos melhores agentes de limpeza da câmara de combustão, cabeça do pistão e cilindros. As Aminas também limpam portas, válvulas e injetores GDI, mantendo-os limpos.

BIOCIDAS

Agentes de alta performance composto por derivados de tria. A alta concentração dos ativos e a interação entre seus componentes resultam em uma ação sinérgica, potencializando assim a efetividade deste microbicida. Produto composto por duas moléculas altamente sinérgicas. 

Possui elevada concentração de ativos. Amplo espectro de ação contra bactérias, fungos e leveduras.

DISPERSANTES

São agentes dispersantes com característica versátil em uma grande variedade de processos. Trata-se de um composto formulado por uma combinação de poliglicóis.

Conhecidos no mundo todo por sua excelente emulsificação e dispersão de H2O, melhoram as propriedades de limpeza do sistema de injeção.

TENSOATIVOS

São agentes surfactante   eficientes na dissolução de borras formadas por bactérias, tendo concentração forte o suficiente para ajudar a limpar portas de entrada, injetores de combustível e válvulas de admissão e todo o sistema.

Auxilia as AMINAS a limpar o acúmulo de depósitos de carbono e verniz nas peças importantes do motor.

HIDROCARBONETOS

Destilados de petróleo, são usados para transportar componentes para o combustível, de forma que os aditivos se misturem completamente com o combustível. Quando concentrados, como em um spray limpador de TBI, os destilados de petróleo amolecem e dissolvem os depósitos de carbono, mantendo um o sistema limpo.

A CIÊNCIA POR TRÁS DE MELHOR DESEMPENHO

O motor de combustão interna, ou motor endotérmico,  é um sistema complexo em qualquer veículo ou equipamento, onde os aditivos de alto desempenho que promovem a limpeza de todo o sistema precisam reagir de maneiras específicas para mantê-lo funcionando adequadamente. A cada dia, com as novas tecnologias empregadas nos motores e equipamentos, se faz necessário o estudo e desenvolvimento de novos Aditivos que atendam e melhorem sua performance. 

COMO FUNCIONA?

Fuel 4.0®  elimina os depósitos de carbono que são altamente prejudiciais no sistema,  combate a corrosão do combustível e formação de borras no tanque, restaurando o desempenho e prolongando a vida útil do motor. O bom desempenho dos aditivos de combustíveis depende diretamente da qualidade dos agentes incorporados em sua formulação. Fuel 4.0® é um produto nanotecnológico de alta performance, contendo em sua composição matérias primas de primeira linha.

PROBLEMAS DO MOTOR

O desempenho do motor pode ser afetado de várias maneiras, desde a corrosão de peças de metal até o excesso de fricção do cilindro.

E uma das principais causas de problemas no desempenho dos motores é o próprio combustível. Mesmo o combustível sendo de fontes confiáveis, pode apresentar depósitos carbonosos que se acumulam nas principais peças do motor, causando problemas que variam de potência reduzida à economia, devido a queima de combustível pobre.

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

O sistema de combustível é constituído pelo depósito, bomba, filtro e injetores e é responsável pela distribuição do combustível no motor, conforme necessário. Cada componentes deve funcionar de forma perfeita para alcançar o desempenho e confiabilidade esperados do veiculo. Quando o combustível utilizado não é devidamente armazenado e tratado com aditivos que protejam e mantenham suas características físico químicas,  provocam formações carbonosas nos componentes internos do motor devido sua característica de higroscopia (absorção de água), prejudicando o rendimento do motor quanto à sua potência e economia.

INJETOR OBSTRUIDO

INJETOR LIMPO

 Os injetores são componentes de extrema precisão porque fazem a dosagem do combustível de acordo com a necessidade do motor, pulverizando este combustível no coletor de admissão ou direto na câmara de combustão.

Isto faz com que o combustível queime mais facilmente, diminuindo o tempo de resposta do motor e reduzindo a quantidade de combustível usado.


Os depósitos de carbono podem obstruir os injetores de combustível, transformando a injeção de combustível em um fluxo contínuo em vez de uma névoa pulverizada. Como resultado, menos combustível injetado à câmara de combustão e a queima com menor eficiência.

Os injetores de combustível podem ser limpos com um detergente denominado AMINA. Mas os injetores diretos GDI são mais difíceis de limpar, necessitando da ETERAMINA, um detergente especifico resistente ao calor de uma câmara de combustão. 

PROBLEMAS DE DESEMPENHO

Arranques bruscos, perda de potência e torque, lenta irregular, aceleração lenta, aumento no consumo de combustível e na emissão de gases poluentes.

COMBUSTÃO

A câmara de combustão é o ambiente mais complexa do motor. Com temperaturas de até 495°F, é a área de maior dificuldade de limpeza. O acúmulo de carbono no topo do pistão e nos cabeçotes do cilindro pode criar pontos quentes, levando à pré-ignição, perda de desempenho e danos potencialmente graves ao motor.

O topo dos pistões são submetidos à grande quantidade de pressão e calor durante o processo de combustão. Quando os depósitos se formam, eles causam pontos quentes que acendem o combustível antes da ignição. O ruído resultante é batida e ping causados por esta pré-ignição. Isso faz com que o pistão seja empurrado prematuramente para baixo no cilindro quando o virabrequim está tentando empurrá-lo para cima. Isto pode causar danos às peças e falha da junta do cabeçote.

PROBLEMAS DE DESEMPENHO

Acúmulo de carbono nas válvulas de admissão, antes e depois.

As válvulas de admissão regulam o fornecimento de combustível e ar para a câmara de combustão. Em um motor com injeção de ar, o ar desce pela porta e se mistura com o combustível do injetor, borrifando na válvula de admissão que se abre para a câmara de combustão. Em um motor com injeção direta, o ar só passa pela válvula de admissão e se mistura com o combustível na câmara de combustão.

ACÚMULO DE CARBONO

Os depósitos de carbono nas válvulas afetam negativamente a aceleração, causando hesitação. E quando se acumulam na base das válvulas, agem como esponjas, absorvendo o combustível. Isto significa que menos combustível do que o projetado entra na câmara de combustão, interrompendo a mistura combustível-ar e prejudicando o desempenho.

CABEÇOTES DOS CILINDROS

Quando funcionando suavemente, as cabeças dos cilindros permitem que a mistura de combustível-ar e o escapamento fluam suavemente para dentro e para fora das câmaras de combustão. Mas quando os depósitos se formam, eles podem causar uma interrupção da mistura, levando a uma combustão ineficiente e perda de desempenho.

ÁGUA E BACTÉRIAS

FORMAÇÃO DE BACTÉRIAS

SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO

Os microrganismos são encontrados no ar, nas superfícies e em toda parte onde há vida.

Como estão sempre presentes, é fácil de se incorporarem ao combustível durante o transporte e o armazenamento.

Os microrganismos que proliferam e danificam os sistemas de combustível são geralmente aeróbicos, o que significa que precisam de oxigênio, que podem ser obtidos da água para sobreviver e prosperar. Eles se alimentam dos hidrocarbonetos presentes no combustível.

 

A água pode contaminar o combustível de várias maneiras, mas principalmente através do processo de condensação que ocorre quando a temperatura interna dos tanques de combustível oscila.

Pelo respiro do tanque, o oxigênio entra juntamente com a umidade do ar e bactérias para dentro do tanque. Havendo um espaço mínimo dentro do tanque, o processo de condensação se inicia, devido ao ambiente de vapor formado pelo retorno do combustível quente, uma vez que o mesmo passou pelo sistema de injeção/motor, formando gotículas em sua parede e posteriormente descendo para o fundo do tanque.      

Os microrganismos são microscópicos, ou seja, tão pequenos que não podem ser vistos pelo olho humano. Isso significa que mesmo a menor quantidade de água, uma única gota, é o suficiente para propagar a contaminação microbiológica do combustível, principalmente no caso da gasolina e diesel.

Esses microrganismos podem se desenvolver em sistemas de combustível e, em situações com temperaturas mais altas, potencializam o seu crescimento.

Os usuários precisam gerenciar os riscos de contaminação continuamente. Além disso, mudanças recentes no diesel, para um combustível menos poluente (biodiesel), tornam esta tarefa ainda mais importante.

COMBUSTÍVEL CONTAMINADO, QUAIS OS PROBLEMAS QUE PODEM OCORRER?

Antes mesmo de chegar aos cilindros do motor, onde se transforma em energia, as impurezas contidas no óleo diesel já terão causado sérios problemas de desgaste prematuro em vários componentes do veículo.

O tanque de combustível terá suas paredes internas afetadas, os filtros primário e secundário ocarão saturados e dificultarão o fluxo tecnicamente dosado do combustível.

A unidade injetora já estará desregulada e os canais que conduzem o  combustível já estarão parcialmente obstruídos.

Certamente nos bicos injetores o problema de falhas causado pelas micro impurezas é altamente nocivo. Devido à precisão, os micropoluentes provocam uma erosão prematura nestas peças, ocasionando falhas no seu desempenho.

O combustível ao invés de ser pulverizado, passa a ser “esguichado” para dentro do motor.

Caso o veículo seja equipado com motor diesel, este excesso de combustível contaminado dá origem à formação da fumaça preta, também provocando desgaste na camisa do cilindro, anéis do pistão e válvulas de admissão, além de contaminar o óleo lubrificante em todo o cárter.

Também prejudica todos os componentes que são lubrificados, tais como: biela, virabrequins e tuchos.

O motor fica desregulado, perde potência e os gastos excessivos com manutenção e consumo se acentuam.

Produto isento de registro na ANP e veja porque:

ANP publicou no Diário Oficial da União, (2/10), a revogação da Resolução ANP nº 1/2014, que dispunha sobre aditivos para combustíveis automotivos. A partir desta data, não é mais necessário que esses aditivos tenham registro da Agência.
A revogação segue as diretrizes de simplificação administrativa e redução do custo regulatório, de modo a estimular a concorrência e a oferta de produtos.
A ANP entendeu que o registro dos aditivos para combustíveis automotivos não é um procedimento necessário, uma vez que a Agência já atua na garantia de qualidade de combustíveis, aditivados ou não, exercitada por meio de programas de monitoramento e ações de fiscalização, protegendo os interesses dos consumidores.
Foi concedido prazo de seis meses para que produtores, importadores e fornecedores desses aditivos deixem de comercializá-los com rótulos contendo número de registro concedido pela Agência e para que os revendedores eliminem propagandas que façam referência a esse registro.
Clique aqui para ler a Resolução ANP nº 704/2017, que revogou a Resolução ANP nº 1/2014, no DOU.

DADOS TÉCNICOS DO PRODUTO

Para obter mais informações do produto, faça uma solicitação via e-mail: atendimento@puridiesel.com.br ou pelo formulário.

“Se você tem alguma dúvida sobre nossos produtos ou necessita de mais informações, estamos prontos para atendê-lo!”

Horário de Atendimento:

Segunda a Sexta-feira | 8h00 ás 17h00

SAC:

(11) 3754.0022

Email:

atendimento@puridiesel.com.br

Endereço Fábrica:

Av Minasa, 1902 - V. San Martin - Sumaré/SP - Cep.: 13180-165

Localização:

Puridiesel Axion Química 2020 | Todos os direitos reservados.